quarta-feira, 3 de agosto de 2011

CONTANDO NOSSA HISTÓRIA

Uma Biblioteca Escolar deve desenvolver ações diversificadas de leitura e escrita, estimulando os educandos à autoria, a consciência crítica e a participação social. Propusemos aos alunos um repensar sobre a educação vivenciando elementos como: roda de diálogo, resgate e construção de um novo projeto de vida, reflexão sobre as questões socioambientais locais e globais. Levamos em consideração a experiência direta, imediata e cultural do educando e seus níveis de leitura do mundo. Segundo Freire “ninguém começa lendo a palavra, porque antes da palavra o que a gente tem pra ler a disposição da gente é o mundo, e a gente lê o mundo na medida que a gente o compreende e interpreta”. Acreditamos que é esse o papel da Escola, e a Biblioteca Escolar pode contribuir para “desconstruir a escola burocrática, triste, autoritária e incompetente, levando o aluno a problematizar o amanhã, descobrindo a necessidade de transformar o hoje” (Freire).
Este blog é produto do projeto “Pensando a Educação com Paulo Freire”, vivenciado no ano letivo 2011 na Biblioteca Carlos Drummond de Andrade da Escola Municipal Professor Antônio de Brito Alves, numa ação integrada com o Laboratório de Informática e Sala Multimídia visando divulgar as produções realizadas pelos alunos com o apoio dos professora de biblioteca, professora multiplicadora e professores regentes,.






Comentário da aluna Fabiana que ficou entusiasmada com a escolha de seu texto para composição do livro "A Escola é..."


video


Participação dos alunos no projeto "Praia Limpa" trabalhando a cidadania dos alunos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário